A Apple é uma ação de Crescimento, Valor ou ambas?

Com um valor de mercado de cerca de US$ 2 trilhões, a Apple é grande demais para ser ignorada pelos investidores. Mas para qual estilo de investimento a ação se adequa?

Dan Lefkovitz 31/05/2021 11:40:00
Facebook Twitter LinkedIn

Qualquer investidor que detém um fundo de índice de mercado de ações amplo possui uma generosa ajuda da Apple. Por exemplo, ela ocupa quase 5% do Morningstar US Market Index - que contém 1.439 ações - e esse peso é ainda maior em outros índices. Graças à forte demanda de iPhones e uma base de clientes fiel, a Apple floresceu antes e durante a pandemia de Covid-19.

Mas quando se trata de onde a Apple fica fora de um índice de mercado de ações amplo, surge uma pergunta complicada: a Apple é uma ação de Crescimento, uma ação de Valor ou ambas?

 

Qual é o Estilo da Apple?

A maioria das pessoas provavelmente pensa na Apple como uma ação de Crescimento, contando-a junto com muitos outros nomes de tecnologia. Para a maioria dos provedores de índice, é aí que a Apple fica. É uma classificação que levou a problemas de concentração dentro de benchmarks usados por gestores ativos e monitorados por fundos de índice.

Na Morningstar, o processo de classificação de ações dentro do Morningstar Style Box direciona a Apple para o segmento de “Large-Cap Core”, o que significa que exibe uma mistura de características de Valor e Crescimento. Desde 2016, a Apple geralmente se posicionou no meio do espectro de estilos Morningstar.

Preço/valor contábil é uma medida que faz a Apple parecer uma ação de Crescimento extremo. Uma medida de valorização do preço das ações, o preço/valor contábil foi criticado por negligenciar os ativos intangíveis, como a propriedade intelectual.

A maior parte do valor da Apple deriva de intangíveis, incluindo sua marca formidável e o sistema operacional iOS, que integra perfeitamente hardware e software. Como o valor contábil da Apple é baixo, sua relação preço/valor contábil é alta. O modelo de estilo de 10 fatores da Morningstar reduz a dependência de qualquer métrica. Nos dois quesitos voltados para o futuro, que juntos geram metade da pontuação de estilo, a Apple fica entre o Crescimento e Valor.

 

A Jornada da Apple Para a Ação Crescimento

Mas a Apple nem sempre ficou entre Crescimento e Valor. Como muitas ações, ela passou por uma jornada de estilo. Muitos investidores hoje podem ter esquecido que, durante o frenesi das pontocom no final dos anos 1990, com Steve Jobs recém-retornado como presidente-executivo, a Apple Computer, como era conhecida na época, era considerada uma indústria de tecnologia ultrapassada. Em 2000, a taxa de crescimento e os múltiplos de avaliação da Apple a colocaram mais perto do lado de Valor na Style-Box.

Em seguida, veio uma impressionante série de inovações que trouxe ao mundo o iPod, iTunes, o OS X, o MacBook, o iPhone, o iPad e o Apple Watch. A Apple passou de 2004 a 2016 como uma ação de alto Crescimento.

imagem 1

Embora muito bem-sucedida, a trajetória de crescimento anterior da empresa não pôde ser sustentada. Em 2012, a Apple até começou a pagar dividendos - um sinal de maturação e, nos últimos anos, a Apple passou para a seção intermediária da Morningstar Style Box.

 

Faz Diferença se a Apple é Crescimento ou Valor?

Os fundos negociados em bolsa (ETFs) que acompanham os índices de Crescimento detêm mais de $ 300 bilhões em ativos de investidores, e ainda mais capital do investidor está em outros investimentos passivos. Os investidores em alguns fundos de índice de Crescimento podem se surpreender ao saber que mais de 11% dos ativos de seu portfólio são dedicados à Apple. É claro que o mercado de ações dos Estados Unidos tornou-se bastante concentrado em geral nos últimos anos, com um pequeno grupo de nomes relacionados à tecnologia consumindo uma grande parte do valor de mercado.

A proeminência da Apple a torna um impulsionador chave dos retornos relativos. Para fundos de rastreamento de índice e ETFs, quanto mais exposição da Apple, melhor nos últimos anos. Mas no início de 2021, o preço das ações da Apple caiu, reduzindo o retorno geral de muitos fundos indexados.

image 2

Enquanto isso, os gestores dos mais de US$ 2 trilhões em fundos de crescimento ativo têm uma decisão difícil a tomar. Se eles gostam da Apple, precisam dedicar uma parte muito grande de seu dinheiro a ela para manter uma posição de “excesso de peso”. Se a Apple se sair bem, uma posição “abaixo do peso” os colocará em desvantagem. Do lado do valor, os fundos que possuíam a Apple tiveram um grande impulso em relação aos benchmarks sem exposição da Apple nos últimos anos. No rali de valor de 2021, porém, a exposição da Apple teria retido um fundo de valor.

 

Os Dois Lados da Apple

O quadro misto da Apple também pode ser visto nas diversas visões da empresa entre os gestores de fundos ativos. As ações aparecem em fundos nas categorias Morningstar Large-Growth e Large-Value.

E como a atribuição de estilo da Morningstar para a Apple impulsiona o peso das ações para benchmarks de Amplo Crescimento e Amplo Valor em comparação com outros fornecedores de índices? Conforme exibido abaixo, a Apple está parcialmente alocada para os índices de Amplo Crescimento e Amplo Valor da Morningstar, embora com pesos diferentes.

O índice Amplo de Crescimento dedica significativamente menor participação à Apple do que os concorrentes, que usam uma variedade de metodologias, explicadas pelos analistas de pesquisa de gestão da Morningstar em suas análises de ETFs. A Morningstar é a única que inclui a Apple em seu índice de Valor.

image 3

 

Artigo original em https://www.morningstar.co.uk/uk/news/211652/is-apple-a-growth-or-value-stock-or-both.aspx

Facebook Twitter LinkedIn

Securities Mentioned in Article

Security NamePriceChange (%)Morningstar Rating
Apple Inc146,92 USD0,06Rating
Apple Inc DR78,84 BRL1,08

About Author

Dan Lefkovitz  Dan Lefkovitz is Strategist, Indexes Product Management. 

© Copyright 2021 Morningstar, Inc. Todos os direitos reservados.

Termos de Uso        Política Privacidade        Cookies