Bem vindo ao novo morningstarbr.com! Aprenda mais sobre as mudanças e como nossas novas funcionalidades vão ajudar no seu sucesso.

Fundos para Investidores de Primeira Viagem

O investidor novato William Garfield está olhando para fundos indexados como uma maneira de baixo custo de construir um portfólio diversificado

Emma Simon 17/02/2020 12:25:00

William Garfield não acha fácil economizar. Aos 22 anos, ter dinheiro suficiente para iniciar um plano de investimento pode ser difícil: muitas pessoas nesta idade precisam cobrir altos custos de vida com um salário inicial relativamente baixo. Mas William já está de olho no futuro e está tentando ser disciplinado e contribuir para três planos diferentes de poupança e investimento.

Ele explica: “Estou morando em Londres, então o aluguel é caro, mesmo que eu o esteja compartilhando com outras quatro pessoas. Certamente não será fácil entrar na escada da propriedade, mas eu já coloquei algum dinheiro em uma conta de poupança da Help to Buy, que espero que me ajude a economizar ."

Porém, a maior parte é colocado em investimentos de curto prazo, e William também começou a investir em uma conta de investimentos (ISA) mais diversificada, como forma de aumentar os retornos de longo prazo. Ele diz: “Quando consegui meu primeiro emprego em período integral após a universidade, comecei a pesquisar como lidar com minhas finanças pessoais. Eu li sobre juros compostos e como você pode tirar o máximo proveito disso, começando a economizar cedo.”

O juro composto - descrito por Einstein como a oitava maravilha do mundo - é um termo que descreve os benefícios de obter retornos sobre o investimento. Por períodos mais longos, isso pode aumentar significativamente o valor de suas economias. (Embora seja interessante notar que o inverso também se aplica às dívidas: se os juros não forem pagos e adicionados à soma devida, os juros cobrados e o tamanho da sua dívida geral logo começarão a crescer - é por isso que é importante pagar as dívidas antes de investir).

William, que trabalha no setor de comunicações, calcula que, ao começar a investir aos 20 e poucos anos, está bem posicionado para se beneficiar, então começou a analisar com mais seriedade as diferentes opções de investimento para ver qual seria a sua melhor opção.

Identificando Suas Prioridades de Investimento

"Taxas baixas são particularmente importantes para mim", diz ele. "Taxas mais altas podem atuar como um empecilho para o crescimento a longo prazo e reduzir os juros compostos que estou tentando tirar vantagem. Por esse motivo, optei por evitar fundos gerenciados ativamente.”

Ele também está empenhado em garantir que seu investimento seja diversificado e, portanto, analisa fundos globais, que detêm ações de todo o mundo. No entanto, dada a sua idade relativamente jovem, ele está feliz por seu dinheiro ser totalmente investido em ações e atualmente não vê a necessidade de diversificar em diferentes classes de ativos.

"Sou jovem e pretendo investir a longo prazo, então não me importo com o maior risco associado às ações", explica ele. "Mas pretendo mudar gradualmente minha alocação das ações para os títulos de renda fixa à medida que envelheço para reduzir minha exposição ao risco.”

William é um grande fã de "manter as coisas simples" quando se trata de seus investimentos, e não gosta dos jargões complexos frequentemente usados na indústria e do grande número de fundos disponíveis para escolher. Ele diz: “Depois de ter decidido minhas duas prioridades principais - taxas baixas e diversificação -, queria a opção mais simples que atendesse a esses objetivos”.

William optou por investir no fundo Vanguard FTSE Global All Cap Index, por meio de sua conta de investimento ISA. Como o nome sugere, isso acompanha o desempenho das ações de grandes, médias e pequenas empresas nos mercados desenvolvidos e emergentes. William diz: "Sei que isso não é particularmente emocionante em comparação com a enorme variedade de fundos de nicho geridos ativamente, mas atende às minhas necessidades no momento.”

Este fundo tem uma classificação de quatro estrelas Morningstar, refletindo seu desempenho relativamente forte em relação a seus pares, e tem uma taxa de apenas 0,23%. O fundo emprega o que é conhecido como estratégia de investimento passivo ou indexada, pela qual visa acompanhar o desempenho de um índice escolhido o mais próximo possível, investindo em uma amostra representativa dos títulos componentes do índice. Nos últimos três anos, obteve retornos anualizados de 9,98%, de acordo com dados da Morningstar.

Olhando Para o Futuro

Além de sua conta de investimento, William também está investindo em uma previdência por meio de seu empregador. Ele estabeleceu uma ordem permanente para que uma parte de seu salário entre em seus planos de investimento um dia após o pagamento, para que não fique tentado a gastar o dinheiro em outro lugar.

Embora só invista há pouco tempo, William já aprendeu algumas lições importantes. "A principal coisa que aprendi é parar de verificar compulsivamente minha conta todos os dias para ver como está o meu investimento", ele admite. "Fiz isso provavelmente nos primeiros dois meses apenas por curiosidade, mas não é necessariamente um bom hábito, já que estou planejando investir a longo prazo.”

Ele está tentando seguir uma estratégia de "definir e esquecer", apesar de dizer que a parte de "esquecer" não é fácil. Enquanto William vê isto como um plano de poupança de longo prazo que, esperamos, contribua para sua aposentadoria, ele pode usá-lo para comprar um imóvel no meio do caminho.

Olhando para o futuro, ele diz que uma de suas maiores preocupações é a mudança climática. “Acho que isso pode ser um risco para os investimentos, pois pode forçar os países desenvolvidos a questionar se o crescimento econômico constante é realmente compatível com a proteção do planeta.”

"No entanto, duvido que isto afete materialmente meu investimento em um futuro próximo, então, por enquanto, estou mantendo um fundo diversificado que invista em todo o mundo. Pode haver a oportunidade de optar por mais fundos especializados em um estágio posterior.”

 

Artigo original em https://www.morningstar.co.uk/uk/news/199130/funds-for-first-time-investors.aspx

About Author

Emma Simon

Emma Simon  é uma jornalista de finanças, especializada em questões de investimento e consumo, escrevendo para Morningstar.co.uk