O Mercado Não é um Benchmark. E Aqui Está o Porquê.

Estratégias de longo prazo não podem ser analisadas por métricas de curto prazo.

Sarah Newcomb 12/12/2019 15:47:00

Recentemente, ouvi alguém dizer: "Bata a inflação, não o benchmark". Isso me fez pensar em como é importante escolher benchmarks para julgar sucessos que realmente se encaixam no problema que você está tentando resolver. Isso é especialmente importante agora, já que é dezembro, e muitos de nós estão fazendo um balanço do nosso ano, analisando nossas metas e realizações e fazendo planos e ajustes para 2020.

Nós gerenciamos o que medimos, ajustando nossas estratégias com base em nossas métricas de sucesso e fracasso. É importante, então, saber quais medidas são realmente apropriadas e quais são as distrações. Olhando para sua própria estratégia de investimento, qual é a medida apropriada de sucesso ou fracasso? Aqui, falarei sobre por que o mercado em geral é a referência errada e o que irá atendê-lo melhor, com base no estágio atual da sua vida financeira.

Por que medir contra o mercado não faz sentido

É fácil comparar seus retornos anuais com os retornos do mercado, principalmente porque você pode encontrar informações de retorno com muita facilidade. Cada plataforma de investimento e canal de notícias informa o desempenho do mercado praticamente em tempo real, portanto o retorno do mercado parece ser uma medida muito importante e uma boa maneira de avaliar se seus próprios investimentos estão acompanhando este ritmo. Esta suposição realmente não se mantém bem sob escrutínio, por alguns motivos.

Primeiro, as pesquisas ainda precisam encontrar uma estratégia comprovada para vencer consistentemente os retornos do mercado.

Segundo, se você diversificou seu portfólio, nem sempre vencerá o mercado, porque a diversificação intencionalmente diminui sua exposição a riscos, o que significa que quando o mercado está subindo, você estará um pouco acima, mas quando estiver baixo, você só estará um pouco para baixo. Você não pode vencer o mercado de maneira consistente, tanto em ganhos maiores quanto em perdas menores (veja meu primeiro ponto) - e, se puder, e puder provar, entre em contato, porque eu gostaria de ver esses números. O ponto aqui é que as estratégias de investimento de longo prazo visam um crescimento mais lento e constante ao longo do tempo, portanto, analisar o desempenho de curto prazo (sim, um ano é de curto prazo) não faz sentido.

Terceiro, o Dow Jones Industrial Average é uma medida dos valores das ações de 30 grandes empresas, dividido por um fator que ajusta os desdobramentos das ações. Enquanto isso, o S&P 500 inclui essas 30 empresas e mais 470. Mas o que os valores dessas empresas específicas têm a ver com seu portfólio? Comparar o desempenho do seu investimento com esses benchmarks, em última análise, responde à pergunta errada. "Eu venci o Dow?" Tem pouco a ver com o fato de você estar ou não no caminho para alcançar suas metas financeiras.
Melhores Benchmarks

O melhor benchmark é seu próprio objetivo financeiro personalizado. Isto também não precisa ser baseado em desempenho. Ter um objetivo de reduzir sua dívida é tão valioso quanto o objetivo de aumentar seus ativos. Melhorar sua pontuação de crédito e estabelecer um fundo de emergência de seis meses são excelentes objetivos.

Quando se trata de retornos de investimento, suas metas de longo prazo devem determinar seus benchmarks.

Se você estiver no estágio de acumulação: uma estratégia de investimento de longo prazo não pode ser avaliada adequadamente usando uma métrica de curto prazo. Se você está na fase de acumulação de sua vida financeira, a pergunta que deve responder é: "Estou no caminho certo para alcançar meus objetivos a tempo?" Perder dinheiro - mesmo uma quantia significativa - não o coloca necessariamente fora dos trilhos, já que a maioria das estratégias de investimento leva em consideração a volatilidade no plano. Isto significa que você precisa esperar anos em que perderá dinheiro.

Se você está ou não no caminho certo, será determinado pelos seus retornos ao longo do tempo, não em pedaços temporais aleatórios. Portanto, em vez de analisar os retornos de 2019 para avaliar a eficácia de sua estratégia, observe o crescimento médio de suas contas nos últimos cinco anos. Como é essa trajetória? Infelizmente, não existe uma referência pré-fabricada para isso. Você precisa fazer as contas sozinho ou pedir a um consultor financeiro para fazê-lo, e é provavelmente por isso que tantas pessoas usam os benchmarks já disponíveis, mas completamente inapropriados da Dow e da S&P.

Alguns provedores de fundos de aposentadoria adicionaram ferramentas em seus sites que estimam se você está ou não no caminho da aposentadoria, e isto é melhor do que nada, embora muito poucos revelem como fazem essa determinação, então não posso garantir sua precisão.

Se você estiver no estágio de retirada: se você alcançou sua meta de acumulação e agora está no estágio de retirada, a pergunta que você precisa responder é: "Eu venci a inflação?"

Se você está retirando fundos a uma taxa razoável, seu montante principal provavelmente está seguro, mas seu dinheiro ainda precisa superar a inflação. Aposentar-se aos 65 anos com uma renda anual de $ 70.000 / ano pode ser bom, mas quando você tem 90 anos, esse mesmo estilo de vida vai custar o dobro. Seus ativos precisam acompanhar a inflação ou você terá que diminuir sua taxa de retirada à medida que envelhece, o que não é uma perspectiva feliz para muitos.
Quando Benchmarks FAZEM sentido

A única vez em que um benchmark é realmente apropriado é quando sua estratégia de investimento foi projetada especificamente para rastrear um determinado índice. Por exemplo, se você possui um fundo gerido ativamente, faz sentido julgar seu desempenho em relação a uma referência, como o mercado em que investe. Mesmo assim, você ainda desejará estipular mais de um ano antes que você possa realmente avaliar o desempenho. Você também desejará verificar se há alterações nas classificações dos Morningstar Fund Analyst Ratings dos seus fundos, porque elas foram projetadas para capturar os efeitos de grandes mudanças materiais na composição ou na governança de um fundo. Se houver um rebaixamento no rating do fundo, isso certamente deverá ser observado, para que você possa determinar se o fundo ainda se encaixa na sua estratégia, levando essas novas informações em consideração.

Da mesma forma, se você possui ações, convém verificar a classificação da Morningstar e a relação preço / valor justo. O valor fundamental da empresa mudou e, em caso afirmativo, isto afeta se a empresa ainda se enquadra ou não na sua estratégia de longo prazo?

No geral, permanece o argumento de que sua estratégia deve determinar o benchmark e, a menos que sua estratégia seja rastrear ou superar o S&P, o desempenho do S&P é praticamente irrelevante.

Resumindo

Performance do mercado em um curto prazo é uma distração que cria armadilhas para os investidores.

Para realmente julgar o sucesso de sua estratégia de investimento, você precisa, primeiro, ter clareza sobre seu objetivo e depois escolher uma medida de sucesso que seja adequada à estratégia para atingir este objetivo.

 

Artigo original em https://www.morningstar.com/articles/958782/the-market-is-no-benchmark-heres-why

TAGS

About Author

Sarah Newcomb

Sarah Newcomb  Sarah Newcomb é uma economista behavioral na Morningstar.

© Copyright 2020 Morningstar, Inc. Todos os direitos reservados.

Termos de Uso        Política Privacidade        Cookies