7 Perguntas Para Avaliar A Expertise Em ESG

Fazer essas perguntas sobre estratégias sustentáveis o colocará um passo à frente da maioria dos investidores.

25/08/2020 01:20:00

 

Não existe uma abordagem correta para executar uma estratégia sustentável. Os critérios ambientais, sociais e de governança são usados de várias maneiras pelos gestores de ativos e, desde fundos de consideração ESG até fundos de impacto, o espectro é amplo.

Navegar no universo de estratégias ESG é uma tarefa difícil, mas você pode começar a separar o joio do trigo fazendo estas sete perguntas.

 

1) Os Critérios ESG Ajudam A Enquadrar O Universo De Investimentos Da Estratégia?

A primeira etapa da integração ESG em um processo de investimento é normalmente algum tipo de triagem excludente de títulos considerados incompatíveis com o mandato sustentável. Esses filtros ESG podem ser avaliadas com base em sua profundidade e dinamismo.

A profundidade é definida pelo nível em que os filtros são aplicados. Primeiro, muitas mas não todas as estratégias de integração ESG, usam exclusões gerais para certos setores, negócios ou produtos, como tabaco, armas, carvão ou todos os combustíveis fósseis.

Em segundo lugar, a maioria das estratégias de integração ESG usa avaliações ESG de empresas individuais para estreitar o universo de investimento. O grau em que as avaliações ESG variam.

O dinamismo se refere à frequência com que o universo de investimentos é filtrado. Os filtros de exclusão são normalmente definidos uma vez, enquanto os filtros dinâmicos monitoram continuamente os critérios ESG, levando a um universo de investimento fluido que reflete os esforços de sustentabilidade das empresas ou a falta deles.

Além de avaliar a natureza dos filtros, é importante questionar os gestores se há exceções que lhes permitem investir fora do universo definido e, em caso afirmativo, com que base.

 

2) Como Os Critérios ESG Afetam As Decisões De Investimento E A Construção Do Portfólio?

As abordagens ESG mais abrangentes passam por todas as decisões de seleção de segurança, dimensionamento de posição e alocação de setor, além de usar um universo ESG definido com base nos processos de triagem descritos acima.

Algumas abordagens são menos integradas. Por exemplo, os critérios ESG podem ser usados para definir o universo de investimento, mas a seleção real de títulos, as decisões de dimensionamento e as alocações setoriais continuam da mesma forma que fariam com uma estratégia convencional, sem avaliações ESG adicionais. Por outro lado, algumas estratégias consideram os critérios ESG em cada seleção de títulos, dimensionamento de posição e decisão de alocação, mas não contam com telas para restringir o universo de investimento.

Por fim, as abordagens de consideração ESG são aquelas que se referem aos critérios ESG em seus prospectos como fatores que são considerados em seu processo de investimento. Os gestores têm total liberdade para considerar os fatores ESG sempre que considerarem relevantes, o que geralmente resulta em um portfólio em que os critérios financeiros dominam os de sustentabilidade.

Em última análise, identificar como os critérios ESG são integrados nas decisões de investimento é fundamental, já que a análise das participações por si só é um indicador fraco da força de um processo sustentável.

 

3) Como As Métricas ESG Impactam A Gestão De Riscos Da Estratégia?

O gerenciamento de risco integrado ao ESG varia significativamente, de painéis consultivos a processos abrangentes voltados para a mitigação de riscos ESG embutidos em um portfólio. A falta de métricas de risco ESG nas decisões pós-investimento é uma fraqueza comum nos processos ESG que dá aos gerentes a liberdade de ignorar um aumento no risco ESG em favor de perspectivas financeiras.

Avaliar o processo de monitoramento de riscos ESG e a discrição dos gestores é fundamental. A forte integração ESG no nível de gerenciamento de risco implica ações automáticas quando as métricas ESG se deterioram. Dependendo da situação, isso pode levar o gestor a se envolver com a empresa, diminuir a exposição ao título em questão ou desinvestir-se totalmente.

 

4) Qual É A Estratégia De Engajamento E De Votação Por Procuração?

O engajamento ESG abrange todas as formas de comunicação direta entre investidores e empresas em questões ambientais, sociais e de governança. O envolvimento ESG também pode incluir ações mais amplas, como colaboração entre investidores, especialistas do setor e empresas.

Quando o engajamento não produz os resultados buscados pelos gerentes de ESG, eles podem registrar sua reprovação no processo de votação por procuração, propondo ou copatrocinando resoluções de acionistas sobre tópicos contestados, votando a favor de tais resoluções ou votando contra membros do conselho.

Uma estratégia de engajamento abrangente é um componente crítico de um processo de investimento sustentável porque permite ao gestor de ativos obter insights sobre como as empresas lidam com vários riscos e oportunidades ESG, ao mesmo tempo que incentiva os emissores a melhorar seus perfis ESG ou reduzir seus riscos ESG.

 

5) A Gestora Possui Equipe ESG?

Como os esforços ESG normalmente exigem muitos recursos, as gestoras comprometidas em implantar a análise ESG em suas estratégias geralmente criam uma equipe ESG centralizada e dedicada com experiência nas principais áreas de problemas. Essa configuração geralmente leva a uma equipe ESG considerável e experiente. Por outro lado, algumas empresas decidem treinar suas equipes de pesquisa generalistas. Embora possa levar algum tempo para elevar a experiência ESG de analistas e gestores a um nível satisfatório, isso favorece a integração efetiva.

Em última análise, é fundamental avaliar a proximidade de uma equipe ESG com o processo de investimento. De fato, uma grande e experiente equipe ESG que tem pouca conexão direta com as decisões de investimento de uma estratégia pode não ser tão eficaz quanto uma pequena equipe ESG que trabalha diretamente com os gestores de uma estratégia. Os recursos ESG de um gestor de ativos podem ser vastos, mas acabam apenas apoiando os esforços de marketing e engajamento ESG da empresa se eles estiverem desconectados das estratégias de investimento.

 

6) Como A Estratégia Aproveita Os Dados ESG?

Embora a quantidade, qualidade e diversidade dos dados ESG coletados ou provenientes de fornecedores terceirizados sejam parâmetros obviamente importantes, a forma como esses dados informam o processo de pesquisa e afetam as decisões de investimento é um diferenciador fundamental entre os esforços ESG básicos e os líderes de investimento sustentáveis.

Os recursos ESG de qualidade são proporcionais à capacidade de uma equipe de compilar as fontes de dados múltiplas e construir os modelos ESG proprietários que estabelecem estruturas analíticas robustas.

 

7) Até Que Ponto Os Princípios ESG Estão Arraigados Nas Operações Da Empresa?

Ao olhar para gestores de ativos, os investidores precisam ir além dos recursos gastos para aumentar equipes dedicadas e esforços de coleta de dados. Muitas empresas de gestão exercitam os músculos do marketing para capturar o interesse crescente dos investidores em investimentos sustentáveis. Mas apenas alguns podem afirmar que estão fazendo o melhor uso deles e demonstram realizações tangíveis em tópicos como diversidade, remuneração de executivos e mudanças climáticas. Para fazer isso, as empresas de gestão devem fornecer total transparência nas políticas internas e votos por procuração, bem como relatórios abrangentes de seus esforços.

 

Conclusão

A seleção de um investimento ESG requer uma camada extra de diligência devido à variedade de abordagens aplicadas nas classes de ativos e nas estratégias ativas e passivas. Fortes estratégias sustentáveis compartilham características comuns que podem ser analisadas através da análise de três dimensões principais: processo de investimento, recursos ESG e filosofia da empresa controladora. Embora cada dimensão desempenhe um papel, o processo é o principal diferenciador, e uma estratégia de engajamento abrangente é um aprimoramento crítico para esse processo.

Os processos de investimento sustentável consomem muitos recursos, e os investidores devem ter em mente que alguns gerentes de portfólio podem não usar os recursos ESG disponíveis, que servem apenas para fins de marketing em toda a empresa. Muitos gestores de ativos se comprometeram a desenvolver seus esforços ESG, mas eles devem ser avaliados com base em seus resultados atuais.

 

Artigo original em https://www.morningstar.ca/ca/news/204130/7-questions-for-assessing-esg-expertise.aspx

About Author

 

© Copyright 2020 Morningstar, Inc. Todos os direitos reservados.

Termos de Uso        Política Privacidade        Cookies