Perguntas e Respostas: Uma Nova Visão ESG dos Riscos de Títulos Corporativos

Steve Liberatore, gestor de renda fixa, diz que os riscos ESG estão atrelados à viabilidade de longo prazo dos emissores.

Morningstar 16/04/2020 16:14:00

Nota do editor: este é um de uma série de perguntas e respostas com profissionais do mercado financeiro sobre como eles estão incorporando fatores ambientais, sociais e de governança em suas abordagens de investimento e suas visões sobre o risco ESG.

 

Steve Liberatore é gestor do fundo com rating Bronze TIAA-CREF Social Choice Bond (TSBRX), que aplica filtros ESG em ativos potenciais e investe em títulos específicos de projetos que financiem iniciativas ESG, como moradias populares, desenvolvimento comunitário e parques eólicos.

 

Considerando as questões ESG, você se tornou um investidor melhor?

Acredito que o ESG definitivamente me tornou um investidor melhor. A consideração de fatores ambientais, sociais e de governança me ajudou a focar nos riscos derivados de segundo e terceiro nível, vinculados diretamente à viabilidade estratégica de longo prazo dos emissores.

 

A Volkswagen (VLKAF) foi rebaixada após o escândalo de emissões; O Wells Fargo (WFC) foi rebaixado após o incidente das contas falsas vir à tona. Como uma análise ESG poderia ter ajudado os investidores a evitar esses rebaixamentos?

Uma análise ESG teria destacado as questões históricas de governança nas duas empresas, nenhuma das quais corrigiu materialmente essas fraquezas ao longo dos anos.

 

Você tem algum exemplo de problema que você se esquivou devido à sua análise ESG?

Além dos emissores acima, a Ford (F) era outra empresa em que não investimos por conta das preocupações com ESG, o que nos permitiu evitar o seu rebaixamento, para um grau abaixo do grau de investimento e o aumento dos spreads de crédito. Nossas preocupações relacionadas ao ESG giravam em torno da frequência de recalls de seus produtos e do impacto associado à geração de fluxo de caixa livre, bem como a sua estrutura/concentração de propriedade em relação ao grupo de pares.

 

Até que ponto o mercado de títulos incorporou adequadamente os riscos ESG em sua análise das empresas?

Acredito que o processo de realmente integrar a análise ESG nos mercados de renda fixa ainda é incipiente. No entanto, espero que isso aumente e melhore rapidamente nos próximos anos, em resposta à demanda dos investidores e ao reconhecimento de benefícios ao processo de investimento, incluindo a mitigação de riscos.

 

Qual risco ESG o preocupa mais como investidor em títulos?

A governança é o fator ESG que mais me preocupa. Você não deseja investir em um emissor cujos dados financeiros não são confiáveis.

 

Este artigo foi publicado originalmente na edição do primeiro trimestre de 2020 da revista Morningstar. Saiba como os profissionais financeiros podem se inscrever gratuitamente.

 

Artigo original em https://www.morningstar.com/articles/963198/qa-a-new-view-of-bond-risks

Securities Mentioned in Article

Security NamePriceChange (%)Morningstar Rating
Ford Motor Co7,11 USD-1,66
Volkswagen AG179,12 USD1,20
Wells Fargo & Co25,19 USD-0,51

About Author

Morningstar  

© Copyright 2020 Morningstar, Inc. Todos os direitos reservados.

Termos de Uso        Política Privacidade        Cookies