Bem vindo ao novo morningstarbr.com! Aprenda mais sobre as mudanças e como nossas novas funcionalidades vão ajudar no seu sucesso.

Interesse Em Investimentos Sustentáveis Se Traduzindo Em Investimentos Reais

Temos visto um recorde de captação de fundos ESG neste ano.

Jon Hale 22/11/2019 14:05:00

Esse está se desenhando para ser um ano recorde para a captação de fundos sustentáveis. Até Setembro, os fluxos estimados para os 288 fundos sustentáveis abertos e negociados em bolsa disponíveis para investidores dos EUA atingiram US$ 13,5 bilhões. Os fluxos foram consistentes ao longo do ano, com fundos sustentáveis atraindo mais de US$ 4 bilhões em cada um dos três primeiros trimestres de 2019. Antes deste ano, as captações nunca haviam ultrapassado US$ 2 bilhões em nenhum trimestre, e o recorde do ano civil, estabelecido em 2018, foi de apenas US$ 5,5 bilhões. Os fundos sustentáveis estão a caminho de triplicar isso em 2019.

Esses fluxos estimados são baseados em um universo de fundos sustentáveis, consistindo naqueles que eu categorizei como Foco ESG, Impacto / Temático e Setor Sustentável.

Não incluí no cálculo de fluxos os cerca de 250 fundos que identifiquei como “Consideração ESG” porque são fundos convencionais que adicionaram uma menção de fatores ambientais, sociais e de governança ao prospecto recentemente, indicando que os critérios ESG agora estão sendo considerados no processo de investimento. Embora esta seja uma tendência notável, estes fundos não têm seu foco principal em ESG, impacto ou setor sustentável.

Captações de ETFs ESG Estão Quase Em Paridade Com Fundos Mútuos ESG

Os fluxos para os fundos negociados em bolsa quase atingiram a paridade com os fluxos para fundos abertos. Antes de 2014, a maioria das ETFs sustentáveis eram fundos setoriais com foco em energia renovável, serviços ambientais e tecnologia limpa, e existiam apenas dois ETFs diversificados com foco em ESG. Começando com uma onda de lançamentos de ESG e focados em impacto em 2016, agora existem 56 ETFs sustentáveis diversificados. Antes de 2018, os fundos abertos recebiam mais de 80% dos fluxos estimados. Em 2018 e até agora em 2019, a divisão é próxima de 50-50, com os fundos abertos mantendo uma ligeira vantagem.

Cerca de 70% do ESG Vai Para Fundos Passivos

Seguindo a tendência de fundos geridos passivamente no mercado de fundos em geral, as captações para fundos sustentáveis passivos superaram os fluxos para fundos geridos ativamente nos últimos três anos. De 2019 até Setembro, pouco mais de 70% dos fluxos foram para fundos passivos.

Captações Crescentes Nas Ofertas de Renda Fixa ESG

Finalmente, as captações para fundos sustentáveis de renda fixa começaram a aumentar. Dos 288 fundos sustentáveis do meu universo, apenas 53 são de títulos e 24 deles foram lançados nos últimos três anos.

Para Onde Estão Indo Os Fluxos Este Ano?

Os dois fundos com os maiores fluxos líquidos têm a mesma origem. O ETF IShares ESG MSCI USA Leaders (SUSL) e o Xtrackers MSCI USA ESG Leaders Equity (USSG), que são baseados no mesmo índice subjacente, receberam cerca de US$ 800 milhões no lançamento da Ilmarinen, a maior empresa de seguros de pensão da Finlândia. Os dois atraíram fluxos adicionais significativos desde então, elevando-os para US$ 1,5 bilhão e US$ 1,4 bilhão, respectivamente, até agora este ano.

O TIAA-CREF Social Choice Bond Fund (TSBIX), de 4 estrelas, com classificação Bronze, atraiu quase tanto dos investidores sem a ajuda de dinheiro inicial (seed money). O mesmo aconteceu com o Vanguard FTSE Social Index (VFTSX) de 5 estrelas e classificação de Prata.

No nível de gestores, cinco casas atraíram mais de US$ 1 bilhão em fluxos até agora este ano. Os ETFs iShares da BlackRock lideraram, reunindo cerca de US$ 3,7 bilhões.

Um Tsunami de Ativos ESG a Caminho?

Uma pesquisa recente do Morgan Stanley com investidores dos EUA, divulgada em Setembro, registrou níveis recordes de interesse em investimentos sustentáveis. Na primeira vez que o Morgan Stanley fez esta pesquisa, em 2015, impressionantes 71% disseram estar interessados em investimentos sustentáveis, mas apenas 19% disseram estar "muito" interessados. O restante (52% do total) disse que estava "um pouco" interessado.

Na pesquisa deste ano, 85% disseram que estavam interessados em investimentos sustentáveis, e 49% afirmaram estar "muito" interessados. Estas são mudanças significativas em um curto período de tempo e um indicador de que mais investidores estão prontos para mergulhar no investimento sustentável, se ainda não o fizeram.

Em 2015, tivemos um problema do lado da oferta, mas, desde então, 127 fundos sustentáveis foram lançados em uma variedade de classes e categorias de ativos, muitos deles fundos de índice baratos, alinhados às preferências dos investidores para investimentos passivos.

Ainda ouço dúvidas no setor se todo este interesse em investimentos sustentáveis se concretizará, mas os que duvidam estão sendo muito impacientes. Leva tempo para as pessoas agirem. Meu parceiro e eu estamos comprometidos em comprar apenas veículos elétricos a partir de agora, mas levará vários anos até estarmos no mercado de um carro novo. O mesmo acontece com muitos investidores individuais. Com o tempo, como eles têm motivos para tomar decisões de investimento, mais e mais dinheiro fluirá para investimentos sustentáveis.

Um relatório do Bank of America, lançado em Setembro, previa que um “tsunami de ativos está prestes a investir” em ESG: “Com base na demografia, estimamos em mais de US$ 20 trilhões de crescimento de ativos em fundos ESG nas próximas duas décadas.” Este é o total investido nos fundos do S&P 500 hoje.

Jon Hale não possui ações em nenhum dos ativos mencionados acima. Descubra as políticas editoriais da Morningstar.

Artigo original em https://www.morningstar.com/articles/952254/sustainable-investing-interest-translating-into-actual-investments

About Author

Jon Hale  Jon Hale is a consultant with Morningstar Institutional Investment Consulting.